Sindicato da Construção de Portugal Critica FEPICOP

 

O Sindicato da Construção de Portugal (SCP) criticou duramente a iniciativa da Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas (FEPICOP) em pedir ao governo para facilitar o despedimento de 40 mil trabalhadores do sector da construção. Em vez disso, o que o SCP pretende é que se promova “a manutenção dos postos de trabalho” e em último caso se opte pela “suspensão dos contratos” em vez da rescisão.

Com a suspensão de contratos, os trabalhadores continuariam a receber “pelo menos 70 por cento do salário em forma de subsídio da segurança social”, mas com a “rescisão de contratos” não.

Fonte: Agência Financeira
Fotografia: Material Suppliers

A não perder:

 

 
 
 
 
 

Responder

obrigatório

obrigatório

opcional