FEPICOP Pede ao Governo para Acabar com Limite de Despedimentos

 

A FEPICOP, Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas está a fazer pressão junto do Governo para que deixe de haver limite relativamente ao número de despedimentos, que a lei actual limita, de acordo com a dimensão de cada empresa.

Num comunicado divulgado à imprensa esta quarta-feira, a FEPICOP revela a carta enviada ao Primeiro Ministro Passos Coelho, na qual se refere que “A lei prevê e exige um determinado número de acordos” e que depende da “dimensão de cada empresa” e “grosso modo, em três anos, cada empresa pode extinguir 25% dos postos de trabalho com direito dos seus trabalhadores poderem aceder ao subsídio de desemprego.” acrescentando ainda que “Esse limite é insuficiente para a realidade no sector da construção hoje em dia”.

Fontes: Agência Financeira, RR Online

 

 
 
 
 
 

Responder

obrigatório

obrigatório

opcional



  Sim, aceito a Política de Privacidade e dou consentimento para o armazenamento e tratamento, por este website, dos dados submetidos.