Construção vai continuar a crescer no Catar apesar de queda no petróleo

 

Construção vai continuar a crescer no Catar apesar de queda no petróleo

Um relatório elaborado pelo Centro de Pesquisa da Construção (CIC) da consultora britânica Timetric revela que o setor da construção civil continuará a crescer no Catar. Muito deste crescimento será impulsionado pelo programa governamental de diversificação económica “Visão Nacional 2030”, bem como as obras de preparação para o Campeonato do Mundo de Futebol FIFA 2022.

O período analisado pela Timetric no estudo estendeu-se de 2011 a 2015, durante o qual a taxa de crescimento anual composta (CAGR) da indústria da construção foi de 15.6%, crescendo de 20.8 mil milhões de USD para 37.2 mil milhões de USD em 2015.
Uma das razões principais para este crescimento foram os elevados níveis de investimento em infraestrutura, com uma diversificação estratégica, para já bem-sucedida e uma fuga substancial do investimento unilateral nos setores do petróleo e gás natural.

Apesar da baixa dos preços do petróleo ter um impacto negativo inegável no desempenho da economia do Catar, durante os próximos cinco anos, a CAGR deverá ser de 9.7%, obtendo-se um valor de 59 mil milhões de USD em 2020,

O acolhimento do Campeonato do Mundo de Futebol FIFA 2022 será um dos principais motores deste crescimento, com investimento públicos massivos em infraestrutura, espaços comerciais e em grandes estádios.

Outros fatores determinantes neste previsível crescimento são as iniciativas governamentais de melhoria da rede de transportes e infraestruturas turísticas, bem como a modernização dos sistemas de geração e transporte de eletricidade, particularmente a aposta em energias renováveis.

A construção comercial continuará a ser, nos próximos cinco anos, o principal mercado, com grandes projetos residenciais e turísticos.
Neste âmbito a United Development Company (UDC) prevê um investimento de 15.8 mil milhões de USD no desenvolvimento do projeto de 400 hectares, “Pearl Qatar”, em Doha. Este megaempreendimento vai possibilitar a melhoria da capacidade residencial, hoteleira, comercial e de retalho do país.

Fonte: Timetric; Alexey Sergeev

A não perder:

 

 
 
 
 
 

Responder

obrigatório

obrigatório

opcional