Fibracem e Climasul Disponibilizam Tecnologias de Climatização Para Datacenters Ecológicos

 

Fibracem e Climasul Disponibilizam Tecnologias de Climatização Para Datacenters Ecológicos

As empresas brasileiras Fibracem e Climasul anunciaram a disponibilização de equipamento de climatização e de bastidores especialmente dirigido a Datacenters Ecológicos. No conjunto as soluções apresentadas permitem uma poupança nos consumos energéticos das empresas, que podem chegar aos 70%.

A Fibracem, companhia especializada no segmento de comunicação óptica, desenvolveu racks especialmente dimensionados para integrar Eco-datacenters. Aqueles contam com passagens exclusivas para cabos elétricos e de dados que permitem a minimização das fugas dos fluxos de ar de refrigeração.
O equipamento possui também calhas superiores independentes, que permitem a passagem de cabos óticos e UTP, interligando os racks da mesma fileira. Isto possibilita que o piso só seja utilizado quando for necessária a interligação de uma fileira com outra.

Sebastião Rezende da Fibracem explica que desta forma “conseguimos aliviar a utilização tanto do espaço físico do piso quanto do ar condicionado que encontrará menos barreira, reduzindo o consumo de energia elétrica e, portanto, totalmente convergente com as diretrizes de um Datacenter Ecológico”. Para o gerente técnico “a demanda por tecnologias nunca para de crescer e é preciso haver uma mudança na forma de gerenciar a energia, tanto para diminuir o desperdício e custos, como para reduzir o impacto no meio ambiente”.

Por seu lado, a Climasul, que há 24 anos busca soluções inovadoras para o segmento de ar condicionado, oferece um novo modelo para salas especiais de Datacenters Ecológicos, chamado Ar Condicionado de Precisão. Este permite economias de energia que chegam aos 70%.
Este novo sistema difere do ar condicionado convencional pela capacidade de realizar um rigoroso controlo das condições ambientais da infraestrutura, tais como temperatura, humidade, nível de poeira, pressurização do ambiente e capacidade de dissipação de calor gerado por máquinas.
O sistema de precisão tem uma capacidade excecional de retirar calor sensível, mesmo sem atingir a sua máxima capacidade de rendimento. Na climatização convencional, o equipamento deve disponibilizar 35% da sua capacidade para retirar o calor latente e condensar a humidade do ar gerado pelas pessoas.

Fonte: Fibracem / Climasul via Rodrigo de Lorenzi Oliveira – Comunicare

A não perder:

 

 
 
 
 
 

Responder

obrigatório

obrigatório

opcional